Pode vim 2015, já estou com a faca na mão!

DSCN3263

Muito bom dia/tarde/noite, pra você meu querido leitor !
Pois é, 2015 mal começou, já estamos na segunda semana do ano, a globeleza já esta sambando na TV e eu nem terminei de comer os panetones daqui de casa ainda !! XD XD XD
O tempo passa tão rápido, que as vezes eu tenho medo de não conseguir acompanhá-lo.
Durante o meu Ensino Médio, que por sinal passou voando, eu passei por fases de mudanças, de menina-moça.
Eu descobri novos gostos, nova forma de pensar, novos amigos, novo amor que durou o Ensino Médio inteiro e ainda estamos firmes e fortes -, descobri que se me esforçasse eu ia bem em matemática e em qualquer outra matéria.
Descobri que ler era o meu passa tempo preferido, e ao contrário do que eu achava, ler um livro com mais de 700 páginas não é coisa de louco. E sem perceber, com o meu novo vício por leitura a minha ortografia melhorou bastante. Fora as palavras novas que foram acrescentadas ao meu vocabulário.
Também descobri que gosto muito de desenhar, aliás amo. E desenhar foi um dos maiores desafios para mim e continua sendo, a minha evolução como “desenhista” ainda não é grande coisa, mas quando vejo meus desenhos antigos com os mais recentes me da uma pontada de orgulho. 😛
Embora já soubesse sobre a minha paixão por fotografia, que surgiu quando eu ainda era uma menina, eu descobri novas técnicas, truques, novos ângulos. O suficiente para desfrutar da minha superzoom, e dar o melhor de mim para que as fotos diquem lindas!
Desapeguei de muitas coisas também, como por exemplo: dormir com meu ursinho de pelúcia.
Horas, que mal tinha eu dormir com um urso de pelúcia? Não deveria ter nem 15 anos na época ! E eu só deixei de dormir com ele, porque minha cadela sumiu com ele.
Fora isso, desapeguei de falsas amizade, falsos amores, me livrei de tudo o que me fazia mal. Mandei todas as energias negativas para a puta que o pariu.
Desapeguei das minhas unhas compridas, de pintar as unhas toda semana, de apenas um penteado e de passar maquiagem todos os dias.
Descobri uma “nova eu” que aos 15 eu jamais pensaria que seria. Quem diria que um dia eu sairia sem maquiagem para a rua?! E que largasse o franjão então?!
Fiz mechas roxas no meu cabelo, adorei e depois me arrependi. Cortei curtinho e amei ❤
Acho que fiz tantas mudanças que se eu com 13 anos estivesse vendo aquilo tudo, eu berraria na hora “PARA COM ISSO MENINA, TA FICANDO MALUCA?!”, e também um “PARE DE COMER SUA GORDA!”.
Pois é, eu mudei muito de uns tempos pra cá!
E não me arrependo de nada, nadinha. Sempre fui feliz!
Bom, na verdade, comecei a ser feliz mesmo, quando eu parei de pensar no que os outros achavam de mim.
Até meus 14/15 anos, eu era uma menina muito bobinha, não saia da rua sem maquiagem, acreditava em tudo e em todos, sempre via o bem das pessoas, aliás, sempre achei que elas seriam boas. E também acreditava que nada de ruim iria acontecem comigo.
Pura ilusão.
Até que tudo aconteceu de uma vez, fui corneada pelo meu “ex-namorado”, pessoas que diziam ser meus amigos também me apunhalaram pelas costas, fiquei bêbada pela primeira e unica vez na vida – que por sinal foi terrível- (Pai e Mãe, eu sei que vocês estão lendo isso, me perdoe, nunca mais ficarei bêbada novamente, mas não prometo nunca mais beber. Afinal, sou neta do seu Alcides!). Tá. Falando assim parece que foi pouco, nada de mais. Mas eu deveria ter uns 15 anos, mega inocente, acreditando sempre no bem e talvez que minha vida fosse um conto de fadas. Foi quando eu tomei o meu primeiro tapa na cara da vida! “Alô, Harumi, Acorda isso ai é vida real, não é um livro do Nicholas Sparks não!”
Depois que sai dessa “fase” ai, que duraram acho que 3 meses, que pra mim foi o fim do mundo porque eu nunca achei que iria acontecer comigo, eu passei a chorar mais 3 meses, todas as noite, porque – eu era tonta – eu não me conformava com tudo aquilo. Logo comigo, que sempre fiz as coisas certas, ia a missa todos os domingos.
Bom depois que isso passou, eu me olhei no espelho e disse “você é muito mais que isso”, e a partir da li, eu iria seguir em frente sem olhar pra trás. Deixar o passado lá onde ele estava, e fui viver meu presente e o futuro… O futuro a Deus pertence !
Não foi a partir dali que eu deixei de me importar com os que as pessoas pensavam sobre mim. Passou um tempo, e aconteceram algumas coisas, comecei a namorar e ter bons amigos. Foi quando eu senti que ao me redor só estavam pessoas que gostavam de mim.
Eu tinha/tenho tudo, minha família, meus amigos, meu namorado, meus cachorros e minhas contas pagas. Do que mais eu precisava?

Hoje em dia eu consigo me olhar no espelho, sem nenhum pingo de maquiagem e me achar bonita, gosto do meu jeito de pensar e da minhas escolhas. Aliás, acho que nunca gostei tanto de mim assim.
E pelo que percebi, isso é muito bom pra mim, afinal, se eu mesmo não gostar de mim quem vai gostar ?!
Em 3 anos, eu virei minha vida de ponta cabeça. Aliás, acho que antes minha vida estava de ponta cabeça, ai eu arrumei ela. Ou estou arrumando.
Mas eu não consigo acreditar o quão mudei nesse tempo, e foi tão rápido!
Mas sou muito feliz por ser quem eu sou hoje, e devo isso a todas as pessoas, que todos os dias me arrancam sorrisos, e me fazem feliz. 🙂
Agora, 2015, vida nova, rotina nova, matérias novas, pessoas novas e pessoas novas que vão falar meu nome errado !
Que venha com tudo, que estou super preparada para novos desafios !!

Anúncios

3 comentários sobre “Pode vim 2015, já estou com a faca na mão!

Deixe o seu comentário ! :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s