Começando a vida adulta…

bench-man-person-night

A brincadeira acabou.

O tempo passou em um piscar de olhos, eu nem senti.
Mas que boba eu era, pensar que crescer era maravilhoso. Mal sabia que ser criança era a melhor fase da vida.
Por que eu queria crescer?! O que eu queria exatamente?! Passar maquiagens, ficar arrumada, perfumada, ter um namorado e amigas?!
Será que essas coisas vale a infância?
A liberdade, a falta de preocupação, não precisar tomar decisões.
Será que obedecer meus pais era tão ruim assim?

Agora é tudo tão diferente, eu sou tudo o que eu queria ser.
Ter responsabilidades, me arrumar, sair a noite, não preciso obedecer tanto os meus pais, como antigamente, tomar decisões importantes, enfim, toda essas coisas.
Mas isso vale a minha infância?

Crescer é necessário. O mundo bate na nossa porta, e nossa escolha é apenas sair e enfrenta-lo, sem medo. 
Mas o mundo cobra tanto. Nada nunca está bom, nada nos satisfaz. Nós nunca somos o suficiente. Nada nos contenta, quanto mais temos, mais queremos, e assim a vida segue.
Algumas pessoas se tornam falsas. Você pode contar nos dedos de uma mão, em quantas pessoas pode confiar.
Você tem que tomar cuidado com as palavras pronunciadas, vestir as roupas certas para cada ocasião. 
E não pode fazer feio em nenhum momento. A vida não nos da chance de errar, porque se você errar, já era meu filho.

Seguidores, curtidas, compartilhamentos, assim se aumenta o ego. Um “role” sem uma selfie postada nas redes, é um “role” inexistente. Casais se tornam publicamente separados quando param de postar fotos juntos. Pessoas só são felizes, se publicarem seus momentos de felicidade. Talvez eu tenha perdido o foco nessa parte, afinal isso não faz parte em crescer, mas sim da evolução da tecnologia e as mídias sociais. Mas foi o meio em que eu cresci, e quando eu era criança, não era tão importante postar tudo nas redes sociais.

Isso é ser adulto?!

Obvio, nem tudo é chato. Ainda existem momentos de lazer e felicidade. Momentos que aprendemos a viver com sabedoria e responsabilidade. Sentimentos novos, pessoas que despertam sentimentos na gente. 
Estou sendo contraditória, mas que tudo existe um lado ruim e um bom é fato. Eu não posso reclamar da minha vida, não me falta nada. 

Mas será que tudo isso, vale a infância, a inocência, a facilidade em perdoar, o coração enorme, as brincadeiras, ver coisas boas em tudo, não querer o mal de ninguém e o amor incondicional?

Precisamos crescer, precisamos encarar a vida, ter responsabilidades, constituir uma família. Precisamos crescer e amar incondicionalmente ❤ 

Texto que me inspirou: Olhos de Criança

Anúncios

2 comentários sobre “Começando a vida adulta…

Deixe o seu comentário ! :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s